FONTES HISTÓRICAS PARA ESTUDAR A IMIGRAÇÃO

Registros oficias, pessoais, orais e outros podem ser utilizados na análise do fenómeno migratório.

Existe uma extensa gama de fontes que auxiliam o acompanhamento da trajetória de diversos grupos de imigrantes que chegaram no Brasil no século XIX. Pode se tratar de publicações oficiais, relatórios de ministérios, atas das câmaras municipais e registros em cartório, ou obras de cronistas estrangeiros e brasileiros, documentação paroquial, arquivos privados, pessoais e fotográficos, além de depoimentos orais de descendentes dos imigrantes.

Marieta de Morais Ferreira tem como foca a imigração suíça para Nova Friburgo, no Rio de Janeiro, e para seu estudo analisa as informações contidas nessas fontes citadas e aponta suas possibilidades de uso e limitações. Além disso, compara os registros das fontes escritas e orais, demonstrando, assim, suas similaridades e diferenças.

Para visualizar a publicação completa, clique  aqui

Ver o post original

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s