PASSADO PRESENTE

Hoje hóspedes de refugiados, italianos sofriam preconceito no Brasil.

Andar por São Paulo é esbarrar a todo momento na herança deixada pela imigração italiana em suas ruas, lojas, monumentos, edifícios históricos e, principalmente, restaurantes. Das 2,5 milhões de pessoas que passaram pela antiga Hospedaria de Imigrantes do Brás entre 1887 e 1978, mais de 700 mil eram provenientes da Itália, país que originou o maior movimento migratório internacional da história do Brasil.

A construção, que foi um dos principais centros de acolhimento de estrangeiros em solo brasileiro, abriga atualmente o Museu da Imigração, criado para preservar essa memória e contar aos paulistas um pouco sobre seu passado. Antigo Memorial do Imigrante, o centro cultural foi restaurado recentemente e ganhou uma nova exposição de longa duração. Agora, o museu também pensa no presente – o planeta enfrenta hoje a mais grave crise de refugiados desde a Segunda Guerra Mundial -, o…

Ver o post original 960 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s