Em homenagem às mães de filhos migrantes, a belíssima letra da música “O imigrante”, Roberto Leal.

Imigrantes partindo

Tantos sonhos são desfeitos,
Uma mãe que afaga o peito,
Seu filho que vai partir.
Pra longe vai o imigrante,
Pra outra terra distante,
Outro caminho a seguir.
Mal ele sobe ao navio,
Ao coração dá-lhe um frio
Das saudades que já tem,
E olhando o lenço branco
Que se agita, vem o pranto,
E acena para ninguém.

Nunca mais, nunca mais,
À terra há de voltar.
Nunca mais, nunca mais,
À terra há de voltar.

Há pouco tempo chegaram,
Mais mil anos se passaram
Dentro do seu coração.
E, aos poucos, o desgosto
Deixou mazelas no rosto,
E calos na sua mão.
Mas manda cartas aos seus,
Dizendo graças a Deus
Pelo destino que tem.
Feliz, a mãe as recebe,
Jamais, nas linhas, percebe
Que sofre como ninguém.

Nunca mais, nunca mais,
À terra há de voltar.
Nunca mais, nunca mais,
À terra há de voltar.

E depois de alguns anos
De esperanças e desenganos,
Pela fé foi que venceu.
E foi com tanta alegria
Que ele viu chegar o dia
De poder rever os seus.
Hoje há festa na aldeia;
À noite, faz-se uma ceia
Pra alguém que vai chegar.
Tanto tempo tão distante,
Vem de volta o imigrante
Com o coração a cantar.

Nunca mais, nunca mais,
Sua terra há de deixar.
Nunca mais, nunca mais,
Sua terra há de deixar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s