Documentário “Doce Brasil Holandês” (direção e produção de Monica Schmiedt)

A família Wanderley, Vanderlei, van der Ley

Sinopse

Os holandeses invadiram e tentaram colonizar o Brasil no século 17. Dos 24 anos que ficaram no país, sete estiveram sob o governo do alemão/holandês João Maurício de Nassau. Até hoje, aquela época é lembrada como melhor que a atual. Mas porque um povo teria saudade de um invasor?

Unidas por um sobrenome comum, duas historiadoras, a brasileira Kalina Vanderlei e a alemã Sabrina van der Ley, se encontram no Recife e exploram o mito que se criou acerca desse curtíssimo período da história brasileira, status esse, que se estende ao sobrenome Wanderley, por remeter a “época dourada” em que o Brasil foi holandês.

Juntas, Sabrina e Kalina desvendam Maurícia – atual Recife – a cidade planejada  construída por Nassau, que tinha um observatório astronômico e a maior ponte do novo mundo. Discutem o legado artístico e cultural deixado por Nassau para entender o porquê dessa nostalgia. Maurício de Nassau é definido por alguns moradores do Recife como “o melhor prefeito que a cidade já teve”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s