Sugestões de leitura


FELDMAN-BIANCO, Bela, SANJURJO, Liliana, AZEVEDO, Desirée, SILVA, Douglas Mansur da (Orgs.). Migração e exílio. São Carlos (SP): EDUFSCAR, 2018.

Descrição

“Esta coletânea oferece um panorama das novas perspectivas antropológicas, temas e debates sobre deslocamentos transnacionais na história e na atualidade. Seja focalizando migrantes do Brasil ou aqueles radicados no país, esta coleção de artigos expõe as relações entre migrações transnacionais, nação e nacionalidade e a contínua preocupação dos Estados-Nação em classificar e selecionar migrantes desejáveis e indesejáveis. Em seu conjunto, trazem à tona renovado interesse nos significados da imigração e do exílio na história brasileira, assim como em questões laborais e na construção da imigração enquanto crime no capitalismo neoliberal”.

CUNHA, Valdemir, BARTABURU, Xavier. Mein Kleines Deutschland – Minha pequena Alemanha: 190 anos da presença alemã no Brasil. São Paulo: Editora Origem, 2014.

Descrição

“A obra conta a história da imigração alemã para o Brasil a partir de 1824, mostrando a influência germânica na construção do Brasil; é uma mistura de livro de fotografia com almanaque”.

OGATA, Maria Gravina. Os samurais alagoanos e a bambina paulista: migrar é preciso… São Paulo: Scortecci Editora, 2018.

Descrição

“Os Samurais Alagoanos e a Bambina Paulista: Migrar é Preciso… apresenta um relato em que a família da autora protagoniza inúmeras aventuras migratórias, que tiveram o Brasil como destino. O livro narra a saga dos imigrantes italianos e japoneses que se encontraram na cidade de São Paulo e vêm seguindo seus caminhos juntos, desdobrando-se em várias gerações até a chegada de seus três netos, fruto do melting pot que se tornou o Brasil, decorrente da formação de várias diásporas migratórias em diversos momentos históricos, relacionados com o final do século XIX, todo o século XX e o início do século XXI. A obra passeia confortavelmente pela história, geografia, economia, administração pública, política e pelo direito, de forma muito simples, fazendo com que qualquer pessoa possa se recordar de momentos cruciais da história do Brasil, constatando-se que, de país de imigração, vem se tornando, pouco a pouco, um país de emigração. Este ensaio não relata a história ‘dos outros’. Trata das fronteiras e dos Estados nacionais, cujas funções se encontram em constante transformação no mundo globalizado. Mostra, ainda, a demora na miscigenação dos imigrantes com os brasileiros, a importância do casamento nas famílias de imigrantes, a dificuldade para retornar ao país de origem, a importância da família, a educação como forma de ascensão social e econômica”.

ELMIR, Cláudio Pereira, WITT, Marcos Antônio, TRUZZI, Oswaldo (Orgs.). Imigração nas Américas: estudos de história comparada. São Leopoldo (RS): OIKOS Editora, 2018.

Descrição

“Há muitas possibilidades de estudos comparativos. Conforme os organizadores, o essencial é perceber que esse método enriquece os temas abordados. No campo dos estudos migratórios, bastante fragmentado e no qual a primazia dos estudos monográficos reina quase absoluta, a presente obra pretende contribuir para mitigar e alargar a compreensão acerca dos fenômenos migratórios. O livro tem uma série de contribuições de mais de uma dezena de pesquisadores/as da América do Sul”.

LEVY, Daniela. De Recife para Manhattan: os judeus na formação de Nova York. São Paulo: Editora Planeta, 2018.

Descrição

“Uma fantástica e desconhecida aventura. Foi uma verdadeira epopeia. Em 1654, 23 judeus, entre homens, mulheres e crianças, deixaram a cidade do Recife em busca de uma nova terra. Após 24 anos de domínio holandês, Portugal recuperou a colônia da região de Pernambuco, expulsando os holandeses e judeus que lá haviam se estabelecido. A bordo do navio Valk, os judeus sonhavam em voltar para a terra natal. Uma tempestade desviou-os do caminho e o navio acabou sendo saqueado por piratas espanhóis. O grupo foi socorrido por uma fragata francesa que lutou contra os piratas e resgatou a tripulação. Como tinham outro rumo, os franceses deixaram o grupo na Jamaica, então colônia espanhola. Depois de ficarem presos por algum tempo, os judeus foram libertados graças à intervenção do governo holandês. Por motivos financeiros, acabaram seguindo para um destino mais próximo do que a Europa: a colônia holandesa de Nova Amsterdã. Assim começa a participação dos judeus que saíram do Brasil e acabaram ajudando na formação de Manhattan, antes chamada de Nova Amsterdã. O grupo foi o primeiro formar uma comunidade judaica na América do Norte. Passados os primeiros anos de adaptação, eles colaboraram com o desenvolvimento, então incipiente, do comércio, com a organização inicial do mercado financeiro, a construção de modernos hospitais, a luta pela emancipação política, a formação de renomadas universidades e centros culturais. Os judeus do Brasil contribuíram muito para que Nova York fosse hoje a capital do mundo. Tanto é que a cidade ergueu um monumento aos chamados Jewish Pilgrim Fathers. Esta história fascinante e pouco conhecida é narrada em detalhes neste livro, que contém também mapas e imagens que ilustram essa aventura”.

KULCSÁR, João. Retrato Migrantes. São Paulo: Editora SESI SP, 2015.

Descrição

“Este livro é resultado de anos de pesquisa de João Kulcsár – professor de arte e curador de exposições nacionais e internacionais – que teve acesso privilegiado a documentos e imagens de Ellis Island, ilha portuária de Nova York símbolo da imigração para os Estados Unidos no inicio do século XX, e ao acervo do Museu da Imigração de São Paulo, onde concebeu um projeto que relaciona as duas coleções, retratando a experiência da imigração nos Estados Unidos e no Brasil. Retratos imigrantes é uma representação privilegiada de momentos fundamentais da história da humanidade, trazendo o registro de pessoas e famílias que deixaram tudo para trás para imigrar, buscar alternativas e oportunidades de erigir novas comunidades com perspectivas mais tolerantes, pacíficas e democráticas”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s