“No fim do Império, Brasil tentou substituir escravo negro por ‘semiescravo’ chinês” (por Ricardo Westin, Arquivo S, Agência Senado)

Documentos históricos guardados no Arquivo do Senado, em Brasília, mostram que as relações entre [Brasil e China] remontam à época de dom Pedro II. Em 1880, o governo imperial enviou diplomatas ao outro lado do mundo para assinar um tratado bilateral por meio do qual o Brasil esperava substituir os escravos negros por “semiescravos” chineses.

https://www12.senado.leg.br/noticias/especiais/arquivo-s/no-fim-do-imperio-brasil-tentou-substituir-escravo-negro-por-201csemiescravo201d-chines

“A história do alemão enterrado em faculdade de SP que fundou uma poderosa sociedade secreta” (por Edison Veiga, BBC News Brasil)

Oficialmente, a Bucha foi fundada em 4 de julho de 1830, com professores, alunos e pessoas importantes da sociedade como associadas. Coube ao alemão organizar seus estatutos e seu código moral. ‘A não ser meia dúzia de membros, os demais ignoravam os fins, aliás louváveis, dessa instituição’, escreve Schmidt. ‘O número de sócios elevou-se logo mais de 200. As mensalidades e joias ficaram a critério dos doadores.’

https://www.bbc.com/portuguese/curiosidades-49239545

“Pesquisando documentos de família” (por Henrique Trindade, Museu da Imigração – SP)

Parte 1

Na primeira parte de uma série especial, o pesquisador do MI, Henrique Trindade, explica quais os registros disponíveis para pesquisa na instituição. No próximo vídeo, conheça os três primeiros passos para uma busca eficiente no nosso acervo digital!

Parte 2

Você sabe como realizar uma pesquisa eficiente no acervo digital do MI? Nesse vídeo especial, o pesquisador Henrique Trindade apresenta os três primeiros passos que irão te ajudar a encontrar os documentos nos registros da Hospedaria de Imigrantes do Brás.

Parte 3

Você sabe o que são os registros de matrícula da Hospedaria de Imigrantes do Brás? Nesse novo vídeo da série “Por dentro do CPR”, o pesquisador Henrique Trindade explica o que são esses documentos e apresenta as primeiras dicas para encontrar as informações dentro dessa categoria do acervo digital do MI.

Parte 4

Como utilizar os registros de matrícula da Hospedaria de Imigrantes do Brás a seu favor? Dando sequência ao seu último vídeo da série “Por dentro do CPR”, o pesquisador Henrique Trindade apresenta quais os melhores campos a serem preenchidos na busca por informações dentro dessa categoria no Acervo Digital do Museu da Imigração!

Parte 5

Durante a pesquisa de informações sobre os imigrantes que passaram pela Hospedaria do Brás no Acervo Digital, é importante seguir orientações valiosas, apresentadas em outros vídeos, e levar em consideração o contexto histórico. Para esclarecer certos mitos que os visitantes acreditam e, consequentemente, atrapalham na busca por esses registros, o pesquisador Henrique Trindade retorna para mais um conteúdo da série “Por dentro do CPR”!

“Os poloneses, japoneses e alemães que ajudaram o Brasil a virar o 2º maior produtor mundial de soja” (por Mariana Alvim – BBC News Brasil – SP)

Como o Brasil se tornou o segundo maior produtor de soja do mundo? A história desse cultivo, que com seus prós e contras é hoje um dos principais motores econômicos do País, se cruza com a da imigração de japoneses, poloneses e alemães.

Foto: Acervo do Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil

https://www.bbc.com/portuguese/geral-46366971?ocid=socialflow_twitter

SWISSINFO.ch – “Série Migração” – (por Duc-Quang Nguyen)

https://www.swissinfo.ch/por/s%c3%a9rie-migra%c3%a7%c3%a3o-parte-1-_quem-s%c3%a3o-os-25-deestrangeiros-da-su%c3%ad%c3%a7a/42415318

https://www.swissinfo.ch/por/sociedade/s%C3%A9rie-migra%C3%A7%C3%A3o-parte-2-_qual-pa%C3%ADs-acolhe-mais-imigrantes/42441030

https://www.swissinfo.ch/por/sociedade/s%C3%A9rie-migra%C3%A7%C3%A3o-parte-3-_ser%C3%A1-que-estamos-realmente-enfrentando-uma-crise-migrat%C3%B3ria-in%C3%A9dita/42468866

https://www.swissinfo.ch/por/economia/s%C3%A9rie-migra%C3%A7%C3%A3o-parte-4-_as-diferentes-faces-da-imigra%C3%A7%C3%A3o-na-europa/42497674

https://www.swissinfo.ch/por/economia/demografia_su%C3%AD%C3%A7a-terra-de-imigra%C3%A7%C3%A3o-europeia/42941520

Exposição “Famílias Ítalo-Brasileiras e Imigrantes em Araraquara”(SP), realizada entre os dias 12 e 31 de julho de 2019

Em comemoração ao Dia Municipal da Família Italiana, foi promovida a exposição Famílias Ítalo-Brasileiras e Imigrantes em Araraquara, instalada no saguão da Câmara Municipal de Araraquara (SP), que contou com a cessão de produção de dois textos de minha autoria.

  • Associações italianas em Araraquara
  • Italianos na Loja Maçônica Caridade Universal Terceira

“De passagem: um povo, uma meta, uma fé” (por Caíque Batista e Eduarda Esteves)

Em busca de trabalho, anualmente, dezenas de senegaleses aportam no Recife. Na cidade se deparam com algumas fronteiras, para além das territoriais: linguísticas, religiosas e culturais. Cultivam a esperança de voltar para casa preparados para oferecer uma vida melhor para suas famílias — o que, algumas vezes, não ocorre. Nesse projeto, é traçado um mapa da presença desses senegaleses no Recife. Sua vida, seu trabalho e seus anseios.

Textos: Caíque Batista e Eduarda Esteves

Orientação: Adriana Santana (UFPE)

Imagens: Eduarda Esteves

Design: Vinícios de Brito e Caio Castro Mello

https://especialdepassagem.wixsite.com/site

“Descendants of Jews who fled Nazis unite to fight for German citizenship” (The Guardian)

A group of more than 100 descendants of Jewish refugees who fled the Nazi regime are challenging the German government’s rejection of their applications to restore their citizenship.

Anyone who was deprived of their German citizenship during the 12 years of Nazi dictatorship on political, racial or religious grounds – as well as their descendants – is potentially eligible for its restoration, according to a clause enshrined in the country’s constitution.

But several hundred applicants, some of whom submitted claims from the UK after the EU referendum, have been turned down, most commonly on the basis that applications are only valid if citizenship has been passed through the father.

Barbara Hanley’s grandparents

https://www.theguardian.com/world/2019/jul/10/jews-fled-nazis-descendents-german-citizenship

“Secret use of census info helped send Japanese Americans to internment camps in WWII” (by Lori Aratani/The Washington Post)

The Census Bureau plans to ask people if they are U.S. citizens in the 2020 count of the nation’s population, igniting fears that the information could be used to target those in the country illegally.

The decision has become a lightning rod for controversy. More than a dozen states and at least six cities have sued to block the Trump administration from adding the question to the 2020 Census, alleging that it would depress turnout in states with large populations of immigrants. The decennial survey is key to determining how federal funding is spent nationwide. The Census Bureau plans to ask people if they are U.S. citizens in the 2020 count of the nation’s population, igniting fears that the information could be used to target those in the country illegally. (…)

Information from the 1940 Census was secretly used in one of the worst violations of constitutional rights in U.S. history: the internment of Japanese Americans during World War II.

https://www.washingtonpost.com/news/retropolis/wp/2018/04/03/secret-use-of-census-info-helped-send-japanese-americans-to-internment-camps-in-wwii/?noredirect=on&utm_term=.5b5221ddce8d