Indicações bibliográficas

….EM CONSTRUÇÃO….SEMPRE

1. IMIGRAÇÃO ITALIANA

1.1 Bibliografia brasileira

A bibliografia sobre imigração italiana no Brasil é vasta, excelentes trabalhos foram escritos. Exponho aqui a bibliografia que utilizei na minha dissertação de mestrado, na tese de doutorado, nos projetos e artigos que escrevi até o momento, e outras que tive o prazer de ler.

ALVIM, Zuleika M. F. Brava gente! Os italianos em São Paulo 1870-1920. São Paulo: Brasiliense, 1986.

__________. O Brasil italiano (1880-1920). In: FAUSTO, Boris (org.). Fazer a América.2ª ed., São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2000, p. 383-417.

ANDRADE, Manuel Correia de. A Itália no Nordeste: contribuição ao Nordeste do Brasil. Torino; Recife: Fondazione Giovanni Agnelli, FUNDAJ, Ed. Massangana, 1992.

ARAÚJO, José Renato de Campos. Migna Terra. Migrantes italianos e fascismo na cidade de São Paulo (1922/1935). 269 p. Tese de Doutorado em Ciências Sociais – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, UNICAMP, Capinas, 2003.

BASSANEZZI, Maria Silvia C. Beozzo. Nascimento, vida e morte na fazenda. Alguns aspectos do cotidiano do imigrante italiano e seus descendentes. In: DE BONI, Luiz (org.). A presença italiana no Brasil. vol. II. Porto Alegre/Torino: Fondazione Giovanni Agnelli/Escola Superior de Teologia, 1990(a), p. 337-356.

__________. Sposarsi nel Brasile: alguns aspectos da nupcialidade entre imigrantes italianos. In: DE BONI, Luiz (org.). A presença italiana no Brasil. vol. III. Porto Alegre/Torino: Fondazione Giovanni Agnelli/Escola Superior de Teologia, 1996, p. 267-280.

BERTONHA, João Fábio. Burgueses e operários: a representatividade social do antifascismo socialista italiano. São Paulo, 1923-1934. In: História Social, UNICAMP, n. 1, 1994, p. 117-144.

__________. A resistência além oceano: os “fuorisciti” italianos e a experiência antifascista brasileira dos anos 30. In: Anos 90, Porto Alegre, n. 4, 1995, p. 59-76.

__________. O Brasil, os imigrantes italianos e a política externa fascista, 1922-1943. Revista Brasileira de Política Internacional, Brasília-DF: UNB, vol.40, n. 2, 1997, p. 106-130.

___________. Sob o signo do fascio: o fascismo, os imigrantes italianos e o Brasil, 1922-1943. 424 p. Tese de Doutorado em História – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, UNICAMP, Campinas, 1998(a).

__________. O antifascismo no mundo da diáspora italiana: elementos para uma análise comparativa a partir do caso brasileiro. In: Altreitalie, n. 17, jan-jun, 1998(b). Disponível em: http://www.altreitalie.it/Pubblicazioni/Rivista/Numeri_Arretrati/N_17/Altreitalie_17_GennaioGiugno_1998.kl Acesso em janeiro 2011.

__________. Libero Battistelli e giustizia e libertà no Brasil: um aspecto da luta antifascista italiana na América do Sul. In: Diálogos, DHI/UEM, vol. 3, n. 3, 1999, p. 213-234.

__________. O fascismo e os imigrantes italianos no Brasil. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2001.

BIONDI, Luigi. Entre associações étnicas e de classe: os processos de organização política e sindical dos trabalhadores italianos na cidade de São Paulo (1890-1920). 567 p. Tese de Doutorado – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, UNICAMP, Campinas, 2002.

__________. Associativismo e militância política dos italianos em Minas Gerais na Primeira República: um olhar comparativo. In: Locus: Revista de História, Juiz de Fora (MG): Programa de Pós-Graduação em História, vol. 15, n. 01, 2009, p. 41-66.

BRANDÃO, L & TELAROLLI, R. Addio bel campanile. A saga dos Lupo. São Paulo: Global, 1998.

CAPPELLI, Vittorio. A propósito de imigração e urbanização: correntes imigratórias da Itália meridional às “outras Américas”. In: Estudos Ibero-Americanos. PUCRS, v. XXXIII, n. 1, p. 7-37, junho 2007.

CARNEIRO, J. Fernando. Imigração e colonização no Brasil. Rio de Janeiro: Universidade do Brasil, Faculdade Nacional de Filosofia, Publicação Avulsa, n. 2, 1950.

CASTALDI, Carlo. O ajustamento do imigrante à comunidade paulistana: estudo de um grupo de imigrantes italianos e seus descendentes. In: HUTCHINSON, Bertram. Mobilidade e trabalho – um estudo na cidade de São Paulo. Rio de Janeiro, Centro Brasileiro de Pesquisas Educacionais, 1960, p. 281-359.

CENNI, Franco. Italianos no Brasil. 2a ed. Fac-similar comemorativa do centenário da imigração italiana no Brasil, 1875-1975. São Paulo: Martins, Ed. Da Universidade de São Paulo, 1975.

CERVO, Amado Luiz. As relações históricas entre o Brasil e a Itália: o papel da diplomacia. Brasília-DF: Editora Universidade de Brasília; São Paulo: Instituto Italiano di Cultura, 1992.

CHIARINI, Ana Maria. Imigrantes e italiani all’estero:os diferentes caminhos da italianidade em São Paulo. 174 p. Dissertação de Mestrado em Antropologia – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, UNICAMP, Campinas, 1992.

CARBONI, Florence & MAESTRI, Mario (org.). Raízes italianas do Rio Grande do Sul 1875-1997. Passo Fundo/RS: UPF, 2000.

CORRÊA, Ana Maria M. História social de Araraquara. Dissertação (Mestrado em História). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, 1967.

DE AMICIS, Edmondo. Em alto-mar. Tradução de Adriana Marcolini. São Paulo: Editora Nova Alexandria Ltda.

DE BONI, Luiz (org.). A presença italiana no Brasil. vol. II. Porto Alegre/Torino: Fondazione Giovanni Agnelli/Escola Superior de Teologia, 1990.

__________ (org.). A presença italiana no Brasil. vol. III. Porto Alegre/Torino: Fondazione Giovanni Agnelli/Escola Superior de Teologia, 1996.

DE LUCA, Tânia Regina. O sonho do futuro assegurado. São Paulo: Contexto, 1990.

DIEGUES JUNIOR, Manuel. Imigração, urbanização e industrialização (estudo sobre alguns aspectos da contribuição cultural do imigrante no Brasil). Rio de Janeiro: Centro Brasileiro de Pesquisas Educacionais/Instituto Nacional de Estudos Pedagógicos/Ministério da Educação e Cultura, 1964.

ENNES, Marcelo Alario. A imigração estrangeira em Sergipe (1875-1930). In: História (São Paulo), vol. 30, n. 2, ago/dez 2011, p. 312-334.

ETTRURI, Isabel. A saga dos imigrantes italianos em Catanduva. In: O Jornal, Catanduva, 21/12/2000.

FAUSTO, Boris. Historiografia da imigração para São Paulo. São Paulo: Sumaré, 1991.

__________. Imigração e participação política na primeira república: o caso de São Paulo. In: FAUSTO, Boris et al.. Imigração e política em São Paulo. São Paulo: Editora Sumaré: FAPESP, 1995, p. 7-26.

FRANZINA, Emilio. A grande emigração: o êxodo dos italianos do Vêneto para o Brasil. Trad. Edilene Toledo e Luigi Biondi, Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 2006.

FURLANETTO, Patrícia G. O associativismo como estratégia de inserção social: as práticas sócio-culturais do mutualismo imigrante italiano em Ribeirão Preto (1895-1920). Tese (Doutorado em História Social), 305 p. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, da Universidade de São Paulo, 2007.

GOBATTO, Osmar Ossis. Mutualismo e resistência operária em Araraquara. Dissertação (Mestrado Sociologia). Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Araraquara da Universidade Paulista Julio de Mesquita Filho, 1997.

GOOCH, John. A unificação da Itália. Trad. Lólio Lourenço de Oliveira. São Paulo: Ática, Série Princípios, 1991.

LEITE, Silvia I. de S. Os italianos no poder, cidadãos catanduvenses de virtude e fortuna: 1918-1964. Tese (Doutorado em Sociologia), 202 p. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Araraquara da Universidade Paulista Julio de Mesquita Filho, 2007.

IOTTI, Luiza Horn Iotti. O olhar do poder: a imigração italiana no Rio Grande do Sul, de 1875 a 1914, através dos relatórios consulares. Caxias do Sul: EDUCS, 1996.

MARTINS, José de Souza. Trabalho e comunidade. In: MARTINS, José de Souza. A imigração e a crise do Brasil agrário. São Paulo: Pioneira, 1973.

__________. Empresários e trabalhadores de origem italiana no desenvolvimento industrial brasileiro entre 1880 e 1914 – O caso de São Paulo. In: Dados – Revista de Ciências Sociais, Rio de Janeiro, vol. 24, n. 2, 1981, p. 237-264.

__________. Subúrbio. Vida cotidiana e história no subúrbio da cidade de São Paulo: São Caetano, do fim do império ao fim da República Velha. São Paulo: Hucitec, 1992.

OLIVEIRA, Flávia Arlanch Martins de. Impasses no novo mundo: imigrantes italianos na conquista de um espaço social na cidade de Jaú, (1870-1914). São Paulo: Editora UNESP, 2008.

OLIVEIRA, Lucia Lippi. O Brasil dos imigrantes. 2ª ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2002.

PANTALEÃO, Olga. A cidade de Catanduva. In: Anais do IX Congresso Brasileiro de Geografia do Conselho Nacional de Geografia. Rio de Janeiro, vol. III, 1944, p. 599-608.

POSSAMAI, Paulo César. “Dall’Italia siamo partiti”: a questão da identidade entre os imigrantes italianos e seus descendentes no Rio Grande do Sul (1875-1945). Passo Fundo (RS): UPF, 2005.

RIOS, Arthur. Aspectos políticos da assimilação do italiano no Brasil. Revista Sociologia. Publicações avulsas, São Paulo: Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, n. 4, 1959.

SALLES, Maria do Rosário Rolfsen. Médicos italianos em São Paulo (1890-1930): um projeto de ascensão social. São Paulo: Editora Sumaré: FAPESP, 1997 (Série imigração, v. 7).

SANTOS, Viviane Terezinha dos. Os seguidos do Duce: os italianos fascistas no Estado de São Paulo. São Paulo: Arquivo do Estado, Imprensa Oficial, 2001.

SAVOLDI, Adiles. O caminho inverso: a trajetória de descendentes de imigrantes italianos em busca da dupla cidadania. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social). 149 p. Universidade Federal de Santa Catarina, 1998.

SILVA JR., Adhemar L. Condicionantes locais no estudo do socorro mútuo (Rio Grande do Sul: 1854-1889). In: Locus, Revista de História, Juiz de Fora: EdUFJF, vol. 5, n. 2, p. 73-88, 1999.

TEIXEIRA, Rosane Siqueira. Imigrantes italianos e a Società Italiani Uniti: algumas considerações preliminares. História Unisinos, São Leopoldo-RS, vol. 11, n. 1, 2007, p. 58-71.

__________. Nacionalismo-fascismo-italianidade. Lócus: Revista de História, UFJF, MG, vol. 14, n. 2, 2008, p. 187-204.

__________. Associações italianas no interior paulista num espaço partilhado. Nacionalismo e italianidade sob a perspectiva da história local. Tese de Doutorado (Sociologia), Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos (SP), 2011.

__________. Società Italiani Uniti: do triunfo à decadência. A emergência do fascismo. Topoi, v. 14,n. 26, p. 143-161, 2013.

TRENTO, Angelo. Fascismo italiano. São Paulo: Editora Ática, 1986.

__________. Do outro lado do Atlântico. São Paulo: Nobel: Instituto Italiano di Cultura di San Paolo: Instituto Cultural Ítalo-Brasileiro, 1989.

__________. Organização Operária e Organização do Tempo Livre entre os Imigrantes Italianos em São Paulo (1889-1945). In: TUCCI, Maria L. Carneiro; CROCI, Federico; FRANZINA, Emilio (orgs.). História do Trabalho e Histórias da Imigração: trabalhadores italianos e sindicato no Brasil (Séculos XIX e XX). São Paulo:Editora Universidade de São Paulo: Fapesp, 2010, p. 233-266.

TRUZZI, Oswaldo M. Serra; KERBAUY, Maria Tereza Miceli; BARBOSA, Agnaldo de Souza. Incorporações de extratos de origem imigrante ao poder local no interior paulista (1920-1950). Anais do X Congresso Internacional da BRASA, Brasília (DF), 2010.

TRUZZI, Oswaldo M. Serra. Italianos no altar:padrões nupciais no início da imigração em massa – São Carlos (SP), 1880-1900. Trabalho apresentado junto ao Encontro Nacional da ANPUH, São Leopoldo (RS), 2007.

__________. Italianidade no interior paulista – percursos e descaminhos de uma identidade étnica (1880-1950). 1. ed. São Paulo: Editora Unesp, 2016, 138p.

TUCCI, Maria L. Carneiro; CROCI, Federico; FRANZINA, Emilio (orgs.). História do Trabalho e Histórias da Imigração: trabalhadores italianos e sindicato no Brasil (Séculos XIX e XX). São Paulo:Editora Universidade de São Paulo: Fapesp, 2010.

ZANINI, Maria Catarina Chitolina. Italianidade no Brasil meridional: a construção da identidade étnica na região de Santa Maria (RS), Santa Maria (RS): Ed. da UFSM, 2006.

1.2 Bibliografia estrangeira

BAILY, Samuel. Las sociedades de ayuda mutua y el desarrollo de una comunidad italiana en Buenos Aires, 1858-1918. Desarrollo economico. Buenos Aires, v. 21, n. 21, p. 484-514, ene-mar 1982.

BLENGINO, Vanni; FRANZINA, Emilio; PEPE, Adolfo. La riscoperta delle Americhe. Lavoratori e sindicato nell’emigrazione italiana in America Latina 1870-1970. Atti Del Convegno storico Internazionale promosso dalla Camera Del Lavoro Territoriale/Cgil di Brescia: Brescia, 25/26/27 novembre, 1992.

CORRADINI, Enrico. La patria lontana. Manziana (Roma): Vecchiarelli Editore, 1989.

CORTI, Paola; SANFILIPPO, Matteo. Storia d’Italia. Migrazioni. Annali 24. Torino: Giulio Einaudi Editore, 2009.

DE FELICE, Renzo. Il problema dell’identità nazionale. In: Breve storia del fascismo. Milano (Italy): Oscar Mondadori, 2002, p. 127-135.

DEVOTO, Fernando J. Estudios sobre la emigración italiana a la Argentina en la segunda mitad del siglo XIX. Collana: Pubblicación del Seminario di Studi Latinoamericani dell’Università di Sassari, Serie Studi – I, Napoli: Edizioni Scientifiche Italiane, 1991.

DEVOTO, Fernando J. y MIGUEZ, Eduardo J. (compiladores). Asociacionismo, trabajo e identidad etnica. Los italianos en América Latina en una perspectiva comparada. Buenos Aires: CEMLA-CSER-IEHS, 1992.

FRANZINA, Emilio. La guerra lontana: il primo conflito mondiale e gli italiani d’Argentina. In: Estudios Migratorios Latinoamericanos, Buenos Aires: CEMLA, ano 15, n. 44, 2000, p. 57-83.

GABACCIA, Donna R. L’Italia fuori d’Italia. In: CORTI, Paola; SANFILIPPO, Matteo. Storia d’Italia. Migrazioni. Annali 24. Torino: Giulio Einaudi Editore, 2009, p. 225-248.

GAETA, Franco (a cura di). La stampa nazionalista. Antologia. Brescia (Italy): Cappelli Editore, 1965.

GENTILE, Emilio. Emigracion e italianidad em Argentina em los mitos de potencia Del nacionalismo y de fascismo (1900-1930). In: Estudios Migratorios Latinoamericanos. Buenos Aires: CEMLA, ano 1, n° 2, abril 1986, p. 143-180.

__________. La Grande Italia. Il mito della nazione nel XX secolo. Roma-Bari (Italy): Editori Laterza, 2006.

MOLA, Aldo. Storia della massoneria italiana dalle origini ai giorni nostri. Milano (It.): Tascabili Bompiani, 2008.

MUSSOLINI, Benito. Dottrina politica e sociale del fascismo. In: Bollettino del Ministero degli Affari Esteri. Anno 1938-XIV, n. 1, p. 433-440.

PISANI, Salvatore. Lo Stato di San Paolo nel cinquantenario dell’Immigrazione. San Paolo, s.n.,1937.

PÓVOA NETO, Helion. Immigrazione italiana e urbanizzazione a San Paolo del Brasile. In: Rapporto Italiani nel Mondo, Roma: Centro Studi e Ricerche Idos, 2009, p. 371-375.

VENZI, Fabio. Massoneria e Fascismo. Dall’intesa cordiale Allá distruizione delle Logge: come nasce uma “guerra di religione”, 1921-1925. Roma (It.): Alberto Castelvecchi Editore, 2008.

2. Bibliografia da Imigração

Aqui indico uma bibliografia que aborda a imigração de modo geral.

DINIS, Alberto. Morte no paraíso: a tragédia de Stefan Zweig no país do futuro. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1981.

EISENBERG, Peter. Falta de imigrantes: um aspecto do atraso nordestino. In: _____. Homens esquecidos: escravos e trabalhadores livres no Brasil, séc. XVIII e XIX. Campinas: Editora da UNICAMP, 1989, p. 61-84.

FAUSTO, Boris. Fazer América. 2 ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2000.

FERRAZ, Luiz Paulo Pontes. “Deus te leve a Pernambuco”: antilusitanismo, legislação e estatística na história da imigração portuguesa para Pernambuco (1945-1964). Dissertação (Mestrado), Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2014.

GUARDIA, Sara Beatriz ; ROCHA, I. P. . Inmigración Internacional: Las Mujeres en el reflujo inmigratorio. In: Sara Beatriz Guardia. (Org.). Viajeras entre dos mundos. 1ed.: CEMHAL, 2011, v. , p. 437-453.

HAZIN, Hissa Mussa. Imigrantes palestinos, identidades brasileiras: compreendendo a identidade palestina e as suas transformações. Dissertação (Mestrado), Programa de Pós-Graduação em Antropologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2016.

HIRANO, Sedi, CARNEIRO, Maria Luiza Tucci (org.). Histórias cruzadas: caminhos cruzados. São Paulo: Humanitas; FAPESP, 2016.

HOLLOWAY, Thomas H. Imigrantes para o café: café e sociedade em São Paulo, 1886-1934. Tradução de Eglê Malheiros. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1984.

IOTTI, Luiza Horn. Imigração e colonização: legislação de 1747 a 1915. Porto Alegre: Assembleia Legislativa do Estado do RS; Caxias do Sul: EDUCS, 2001.

JONES, Cleiton Melo. “Vem aí a imigração”: expectativas e efetivações da imigração na Bahia (1816-1900). Dissertação (Mestrado), Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2014.

KOIFMAN, Fábio. Imigrante ideal: o Ministério da Justiça e a entrada de estrangeiros no Brasil (1941-1945). Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 2012.

LAZZARI, Beatriz Maria. Imigração e ideologia: reação do parlamento brasileiro à política de colonização e imigração (1850-1875). Porto Alegre: Escola Superior de Teologia São Lourenço de Brindes; Caxias do Sul: Universidade de Caxias do Sul, 1980.

LESSER, Jeffrey H. O Brasil e a questão judaica: imigração, diplomacia e preconceito. Rio de Janeiro: Imago, 1995.

MARTINS, José de Souza. O cativeiro da terra. 9ª ed. ampliada. São Paulo: Contexto, 2010.

MELLO, Evaldo Cabral. O Norte e a política de imigração. In: _____. O Norte agrário e o Império: 1871-1889. Rio de Janeiro: Nova Fronteira; Brasília: INL, 1984, p. 57-92.

MILGRAM, Avraham. Os judeus no Vaticano. Rio de Janeiro: Imago, 1994.

MONSMA, K; TRUZZI, O; CONCEIÇÃO, S. Solidariedade étnica e crime organizado: uma quadrilha de assaltantes de calabreses no Oeste paulista e suas relações com outros italianos, 1895-1898. In: Revista Brasileira de Ciências Sociais, vol. 18, n. 53, p 71-96, 2003.

MONSMA, Karl. Histórias de violência: inquéritos policiais e processos criminais como fontes para o Estudo de relações interétnicas. In: DEMARTINI, Zélia de Brito Fabri, TRUZZI, Oswaldo (org.). Estudos migratórios: perspectivas metodológicas. São Carlos: EDUFSCAR, 2005, p. 159-221.

__________. Conflito simbólico e violência interétnica: europeus e negros no Oeste paulista, 1888-1914. História em Revista (UFPel), Pelotas, RS, v. 10, dez., p. 95-115,  2004.

__________.  A reprodução do racismo: fazendeiros, negros e imigrantes no Oeste paulista, 1880-1914. São Carlos: EDUFSCAR, 2016.

PERES, Elena Pajaro. Proverbial hospitalidade? A Revista de Imigração e Colonização e o discurso oficial sobre o imigrante (1945-1955). Acervo (Rio de Janeiro), v. 10, n. 2, p. 53-70, 1997. Link: http://revista.arquivonacional.gov.br/index.php/revistaacervo/article/view/254

__________. A experiência do deslocamento: propostas para a interpretação das lembranças da imigração galega do pós-guerra. In: Maria do Amparo Tavares Maleval (org.), Estudos Galegos. Niterói: EDUERJ, 1998, v. 2, p. 215-220.

__________. A inexistência da terra firme. A imigração galega em São Paulo, 1946-1964. São Paulo: EDUSP-FAPESP-IMESP, 2003.

RABELLO, Evandro Henrique. Deutschtum na Bahia: a trajetória dos imigrantes alemães em Salvador. Dissertação (Mestrado), Programa de Pós-Graduação em Antropologia, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2009.

ROCHA, Ilana Peliciari. Imigração Internacional em São Paulo: retorno e reemigração, 1890 – 1920. 1. ed. Novas Edições Acadêmicas, 2013.

SAYAD, Abdelmalek. A imigração ou os paradoxos da alteridade. Trad. Cristina Murachco. São Paulo: Editora Universidade de São Paulo, 1998.

TEIXEIRA, Rosane Siqueira. Migração internacional na Paraíba e no Rio Grande do Norte, 1889-1930. In: LUSSI, Carmem (org.) Migrações internacionais. Abordagens de direitos humanos, Brasília: CSEM-Centro Scalabriniano de Estudos Migratórios, 2017, p. 157-173.

VALE, Eltern Campina. Tecendo fios, fazendo história: a atuação operária na cidade-fábrica Rio Tinto (Paraíba, 1959-1964). Dissertação (Mestrado), Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2008.

WORCMAN, Susane. Heranças e lembranças: imigrantes judeus no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: ARI/Ciec/MIS, 1991.