“Yami no Ichinichi – o crime que abalou a colônia japonesa no Brasil”, dirigido por Mario Jun Okuhara, 2012.

Sinopse

O rico documentário resgata a história de Tokuichi Hidaka, que, em 1946, aos 19 anos de idade, foi um dos autores do assassinato do coronel Jinsaku Wakiyama, em crime atribuído a uma entidade denominada Shindo Renmei (Liga dos Caminhos dos Súditos). Entregou-se à polícia com o restante do grupo e cumpriu 15 anos de prisão. Em liberdade, sofreu a punição da colônia japonesa: foi discriminado, condenado ao ostracismo, sem oportunidade para contar a sua versão. Décadas mais tarde, Hidaka inicia uma busca por amigos e pessoas desse período para reconstruir a memória da época e encontrar o sentido da sua vida no Brasil.

A produção aborda questões como intolerância e xenofobia, e coloca em foco o cenário de restrições impostas pelo Estado brasileiro, durante a ditadura de Getúlio Vargas (1937-1945) e o governo constitucional de Eurico Gaspar Dutra (1946-1951), contra a população japonesa.

Veja também o documentário “Expulsão dos japoneses da cidade de Santos, 1943” em MULTIMÍDIA.

“The Japonese Immigrant in Brasil” (Fundação SEADE)

Em 1964, foi publicado o recenseamento da colônia japonesa no Brasil. Trata-se de um valioso documento editado pela “Comissão de Recenseamento da Colônia Japonesa”, São Paulo, e distribuído pela Editora da Universidade de Tóquio, Japão. O livro está escrito em duas línguas: inglesa e japonesa.

http://produtos.seade.gov.br/produtos/bibliotecadigital/view/singlepage/index.php?pubcod=10014108&parte=1

(PDF) The japonese Immigrant in Brasil