Documentário: “História e cultura alemã no estado de São Paulo” (Programa Viva Alemanha 2013/2014 – Realização da Secretaria de Estado da Educação – Governo do Estado de São Paulo)

Imigrantes e descendentes de alemães contam como vieram parar no estado de São Paulo. Histórias que merecem ser contadas e compartilhadas para inspirar alunos e professores a conhecer um pouco mais da Alemanha presente em nosso estado.

“Tesouros de imigrantes alemães confiscados por Vargas na Segunda Guerra são descobertos” (por Juliana Dal Piva e Nicollas Witzel, ÉPOCA.GLOBO, 2018)


Famílias, incluindo judeus que fugiram do nazismo, perderam joias, moedas de ouro e pratarias durante Estado Novo.

“Moedas pertencentes a alemães judeus, hoje no acervo do Museu Histórico Nacional no Rio de Janeiro”. Foto: Hugo Araújo/Agência O Globo

(Matéria compartilhada do NIEM – Núcleo Interdisciplinar de Estudos Migratórios, IPPUR-UFRJ)

https://epoca.globo.com/tesouros-de-imigrantes-alemaes-confiscados-por-vargas-na-segunda-guerra-sao-descobertos-23311740

“Como estrangeiros ajudaram a contar a história de Casa Forte e das redondezas” (por Marina Suassuna)


Ao longo de sua história, a cidade do Recife conviveu com várias levas de migração e a presença destes imigrantes ajudou a construir a história da nossa cidade e consequentemente dos nossos bairros. Na Zona Norte do Recife, os bairros vizinhos de Casa Forte, Poço da Panela e Apipucos foram bastante marcados pela presença de estrangeiros.

https://poraqui.com/casa-forte/como-estrangeiros-ajudaram-a-contar-a-historia-de-casa-forte-e-suas-redondezas/

Documentário “Imigrantes alemães – O outro lado”


Berço da colonização alemã no Brasil, a região do Vale do Sinos (Rio Grande do Sul, Brasil), é conhecida por sua riqueza e prosperidade. Tal imagem positiva é usualmente associada ao trabalho dos imigrantes que se instalaram no local. Entretanto, nem todos os habitantes de raízes germânicas tiveram êxito na região – o que dificilmente é mencionado na mídia ou sequer passa pelo imaginário social. Sim, há descendentes de alemães que, assim como outros brasileiros, penam e lutam pela sobrevivência no país das desigualdades sociais. ‘Imigrantes Alemães – O Outro Lado’ é um documentário produzido pelas então estudantes de jornalismo Bruna Sensi e Sabrina Auler (Universidade Feevale).

Destacam-se os depoimentos dos professores Dr. Arthur Rambo, Dr. Martin Dreher e da professora Dra. Roswithia Weber.

“German Gardens: el barrio nazi de Nueva York” (por Ricardo Garcia)

“En 1936, un inmigrante alemán llamado Fritz Julius Kuhn, junto con un grupo de simpatizantes nazis, fundó en Long Island, Nueva York, una organización llamada Bund (abreviación de Bundesführer).

Esta organización adquirió varias tierras en la cercanía del pueblo de Yaphank, con la finalidad de crear campamentos de verano nazis y promover la causa de Hitler y del Partido Nacionalsocialista”.

https://www.cinconoticias.com/german-gardens-el-barrio-nazi-de-nueva-york/

Sugestão de leitura: “O casamento de Luiza. Um romance sobre imigrantes alemães”

Fenner, Mildo Léo. O casamento de Luiza. Um romance sobre imigrantes alemães. Cachoeira do Sul (RS): Editora Charlote, 2017.

A obra O casamento de Luíza (Charlote, 274 pp, 34), conta a história de Luíza e Frederico, que embora nascidos na Europa, conheceram-se no Brasil, para onde emigraram em busca de melhores oportunidades. Casaram-se no ano de 1867 e tiveram seis filhos. Como tantos outros imigrantes, enfrentaram muitas dificuldades na nova pátria e a maior delas foi manter o casamento, em razão das diferenças que tinham entre si. Esta é uma das muitas histórias de amor vividas pelos homens e mulheres que povoaram os lugares mais inóspitos do Brasil. Muitas tiveram final feliz, outras nem tanto. Mildo Léo Fenner junta ficção e realidade e apresenta personagens que falam de amor, ódio, ingratidão e amizade, em um quadro onde se misturam sentimentos íntimos com a vida difícil do dia a dia dos imigrantes (sinopse extraída de Publishnews, Redação, 17/1/2018).

Lançamento do livro

Registros da imprensa: imigrantes judeus, ingleses e alemães em Pernambuco.

Crédito da imagem: Diário de Pernambuco.

 

  • A origem do judaísmo em Pernambuco (por João Vitor Pascoal)

http://curiosamente.diariodepernambuco.com.br/project/origem-do-judaismo-em-pernambuco/

  • A herança inglesa deixada no Recife (por Paulo Goethe)

http://blogs.diariodepernambuco.com.br/diretodaredacao/2015/09/11/a-heranca-inglesa-deixada-no-recife/

  • Indesejáveis e perigosos nazistas de Pernambuco (por Tércio Amaral)

http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/politica/2015/01/18/interna_politica,555417/indesejaveis-e-perigosos-nazistas-de-pernambuco.shtml